Canal Executivo: FAMA Investimentos tem redução de 55% em emissão de carbono no portfólio (05/01/2022)

São Paulo (SP) – A FAMA Investimentos, gestora independente que se dedica exclusivamente à gestão de investimentos em empresas brasileiras de capital aberto, acaba de divulgar um relatório sobre a emissão de carbono pelas companhias que fazem parte de seu portfólio. Os dados revelam que, ao considerar as emissões líquidas, suas investidas conseguiram diminuir em 55% a pegada bruta de carbono em 2020, na comparação com 2018. Além disso, todo o portfólio da gestora consegue ser negativo em carbono e absorver mais CO2 do que emite.

No ano passado, a pegada de carbono do portfólio da FAMA foi de 3.9 toneladas de CO2 por milhão de reais investidos, contra 7.6 toneladas em 2018. Esses números são expressivamente menores em comparação a outros índices importantes. Para se ter uma ideia, em 2020, o índice Bovespa fechou com 22.4 toneladas de CO2 por milhão investido, número 83% mais alto que o atingido pelo portfólio da gestora. Essa diferença tem se mantido ao longo dos últimos anos.

Pioneira, a FAMA é a primeira gestora a realizar um levantamento do tipo no Brasil, calculando a emissão equivalente de CO2 lançado na atmosfera por uma pessoa, empresa, organização ou governo, de acordo com todas as suas atividades e eventos.

“É cada vez mais atual e urgente essa preocupação com a questão climática e os índices de emissão de carbono. Todos os agentes, sejam eles públicos ou privados, devem se atentar. Em um ano no qual as discussões sobre o tema estiveram em alta, com a ascensão do ESG e a realização da Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP26), é de extrema importância analisar como o mercado está reagindo ao assunto. Desde a criação da FAMA, estamos comprometidos com princípios éticos e sustentáveis que respeitem o meio ambiente. Essa análise que fizemos traz um panorama mais completo para o mercado brasileiro e aponta não só uma mudança de mentalidade das companhias nacionais, mas a necessidade real de adotar práticas sustentáveis em prol dos ecossistemas, da estabilidade da economia global, das relações políticas e sociais e, até mesmo, do futuro da humanidade no longuíssimo prazo”, explica Fabio Alperowitch, Co-Fundador e Portfolio Manager da FAMA Investimentos.

cadastre-se e receba nossos relatórios