A fascinante história do livro Fortune's Formula

O livro Fortune’s Formula de William Poundstone conta uma história fascinante. É uma aventura multifacetada que entrelaça gângsteres do crime organizado americano com o desenvolvimento de Wall Street e conta com a participação algumas das mentes mais brilhantes do século XX. Um dos personagens principais do livro é Claude Shannon, e descobrir o tamanho de seu gênio já vale o livro – ele foi, dentre muitas coisas, o inventor da teoria da informação, o alicerce científico de todo nosso mundo digital, de computadores a celulares. A partir da sua base no Bell Labs – um dos pólos de inovação da primeira metade do século passado – Shannon conhece outro gênio, o Ed Thorp e juntos tentam vencer a sorte nas roletas de Las Vegas. Eventualmente, depois de escrever um livro de sucesso de como ganhar no jogo ‘21’ (Blackjack), Thorp acaba se tornando um dos primeiros gestores de hedge fund dos Estados Unidos e desenvolve, de forma independente, o que viria a ser a fórmula mais importante de precificação do opções financeiras – a fórmula de Black-Scholes-Merton.
 
O fio condutor que entrelaça os meandros dessas aventuras é a ‘fórmula da fortuna’ – o critério de Kelly – desenvolvida pelo John Kelly Jr., outra mente brilhante do Bell Labs. Inicialmente aplicada à teoria da informação, essa fórmula também pode ser usada em mercados de apostas, para maximizar o tamanho de uma aposta e evitar o risco de ruina (de perder tudo). De forma mais ampla, numa situação com um certo risco e potencial de retorno, o critério ajuda a responder qual o tamanho certo da ‘aposta’. Embora nosso paradigma mental como investidores não tenha nada a ver com ‘apostas’, entender a fundo os riscos que corremos nas empresas nas quais investimos e como esses fatores de risco permeiam o nosso portfólio faz parte do nosso dia-a-dia. Nesse sentido, a gestão moderna de portfólio, com conceitos de fronteira eficiente de riscos, ecoa o critério de Kelly, talvez seu pai ou avô intelectual.
 
Como um teaser para o livro, segue o link para uma matéria que conta como o critério de Kelly ajudou um grupo de aventureiros a conseguir ganhar consistentemente apostando em corrida de cavalos. Esse grupo começou lendo o livro de Thorp sobre como ganhar no ‘21’:

 

https://www.bloomberg.com/news/features/2018-05-03/the-gambler-who-cracked-the-horse-racing-code

As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo. É fundamental a leitura do regulamento dos fundos antes de qualquer decisão de investimento. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. As rentabilidades divulgadas não são líquidas de impostos. Para avaliação de performance do fundo de investimento, é recomendável uma análise de período de, no mínimo, 12 (doze) meses. Os Fundos de Investimento não contam com garantia da instituição administradora, da gestora ou do Fundo Garantidor de Créditos - FGC.

Produzido por: FAMA Investimentos. Todos os direitos reservados